domingo, 27 de julho de 2014

Bolo integral com peras, ameixas e avelãs



Esse é um dos bolos mais gostosos que eu já fiz! Adoro esse tipo de combinação: farinha integral, frutas e nuts. Acho que deixa o bolo mega saboroso, molhadinho, ideal para todas as horas (pode trocar o almoço por bolo, produção?)! Outro bolo parecido que já deu pinta aqui no blog, um dos meus all time favorite, é o bolo de maçã com passas e nozes (na receita original consta farinha de trigo comum, mas ultimamente eu tenho feito com 100% integral). Experimenta, vai?

Bolo integral com peras, ameixas e avelãs
(receita adaptada da Dorie Greenspan, que eu achei aqui)

-      1 1/4 xícara de farinha de trigo integral
-      1 xícara de farinha de trigo comum (já fiz também usando apenas farinha integral e ficou ótimo, mas um tantinho mais pesado...)
-      1/2 xícara de avelãs moídas (usei o processador)
-      1 colher de chá de fermento
-      1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
-      1/4 colher de chá de sal
-      200 gr de manteiga sem sal em temperatura ambiente
-      2 xícaras de açúcar mascavo claro (não apertei na xícara na hora de medir e achei doce na medida)
-      3 ovos, orgânicos ou caipiras, em temperatura ambiente
-      1 1/2 colher de chá de extrato de baunilha
-      1/4 colher de chá de essência de amêndoas
-      1 xícara de buttermilk* em temperatura ambiente
-      2 peras médias descascadas e picadas (sem os miolos) em pedaços de 0,5 cm
-      1/2 xícara de ameixas secas macias, sem os caroços, picadas em pedaços de 0,5 cm




Preaqueça o forno a 180°. Unte e enfarinhe muito bem (o bolo é chatinho pra desenformar) uma forma de furo no meio com capacidade para 12 xícaras. Misture em uma tigela grande as farinhas, avelãs, fermento, bicarbonato e sal. Reserve.

Em outra vasilha, bata a manteiga e o açúcar até a mistura ficar clara e fofa. Pode ser na mão (com o fouet), ou  na batedeira. Junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição e raspando as laterais da vasilha sempre que necessário. Junte a essência de baunilha e amêndoas, e acrescente a mistura de farinha em 3 partes, alternadamente com o buttermilk em duas partes, começando e terminando com a farinha, e mexendo somente até incorporar (não bata demais!). Junte as peras e ameixas, e misture cuidadosamente com uma espátula. 

Verta a mistura na forma, alise a superfície, e leve ao forno para assar, por cerca de 60 minutos ou até que esteja firme e dourado (faça o teste do palito). Deixe esfriar antes de desenformar. Pode ser congelado por até 2 meses.

* Butermilk caseiro:  coloque 1 colher de sopa de suco de limão ou vinagre em uma xícara e complete com leite. Mexa até engrossar e talhar, e deixe descansar por pelo menos 15 minutos antes de usar.

Para começar bem a semana...

Foto tirada no caminho para Resende Costa/MG

Bom domingo!

domingo, 20 de julho de 2014

Lassi de cúrcuma com banana e gengibre



Eu tinha na geladeira um pedaço de raiz fresca de cúrcuma (também conhecida como açafrão-da-terra ou turmérico), cuja maior parte já havia utilizado em uma sopa, e queria usar o resto em um preparo bem diferente. Procura daqui, procura dali, encontrei uma receita de lassi no blog Green Kitchen Stories, e foi amor à primeira vista... Experimentem, vocês vão adorar!

Lassi de cúrcuma com banana e gengibre
receita um nadinha adaptada daqui
rende um copão

-      1 xícara de iogurte natural (usei caseiro)
-      2 bananas pequenas
-      1 1/2 colher de chá de cúrcuma picada (o blog diz que pode ser em pó também, mas não testei)
-      1 colher de chá de gengibre ralado
-      1/2 colher de chá de extrato de baunilha
-      1 espremida de limão
-      mel à gosto
-      2 - 3 cubos de limão

Bater tudo no liquidificador, adoçar à gosto e servir (nem precisa coar).


sábado, 12 de julho de 2014

Bruschetta de burrata


Eu não teria coragem de chamar isso de receita, é mais uma dica de petisco. Burrata é um queijo típico italiano, mais precisamente da região de Puglia . Pela sua consistência cremosa, é quase um cruzamento de mussarela de búfala com manteiga (burro significa manteiga em italiano). É um queijo que deve ser consumido sempre frio (fonte: clique aqui).

Eu vivo falando aqui no blog que devemos prestar muita atenção à qualidade dos ingredientes utilizados. No caso de preparos deste tipo, que levam pouquíssimos ingredientes, esse cuidado deve ser ainda maior. Escolha o melhor tomate que puder comprar, a rúcula mais fresca (se puder, compre produtos orgânicos), pimenta-do-reino moída na hora (sempre), e um excelente azeite extravirgem.

Eu gosto de servir no esquema faça-você-mesmo, mas você pode deixar as bruschettas montadas, se preferir. Comece com tomates picados, sem pele e sem sementes. Temperei com um fio de azeite extravirgem, sal rosa do himalaia, pimenta-do-reino moída na hora, manjericão e alecrim, e arrumo em cima da burrata. Junto folhinhas de rúcula e torradinhas feitas em casa, no forno ou na frigideira antiaderente, com fatias de pão italiano, alho (corto o dente ao meio e esfrego levemente pelas fatias) e azeite. Só. DIVINO!


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Sopa cremosa de cogumelos



Essa sopa /creme é perfeita para as noites de inverno: fica pronta em pouquíssimo tempo, é deliciosa, aquece o corpo e alma! Seu preparo é muito simples também, anota aí:

Sopa cremosa de cogumelos
(3-4 porções)

-      400g de cogumelos frescos fatiados (usei portobelo e shimeji)
-      1 cebola roxa pequena picadinha
-      1 dente de alho picadinho
-      2 xícaras de caldo de frango (usei caseiro)
-      3/4 xícara de creme de leite fresco
-      1 dose de vinho branco
-      azeite e manteiga
-      tomilho seco
-      sal e pimenta-do-reino moída na hora
-      salsinha, cebolinha e torradas para acompanhar (opcional)

Coloque 1 colher de manteiga e 1 fio de azeite em uma panela média. Junte a cebola e refogue até ficar translúcida. Junte o alho e refogue por mais 1 minuto. Acrescente os cogumelos, refogue até começar a amaciar, e reserve uma pequena parte. Junte o vinho, uma pitada de tomilho, deixe ferver para evaporar o álcool e acrescente o caldo. Deixe ferver por alguns minutos (o cogumelo cozinha super rápido) e depois bata no liquidificador, ou direto na panela com o mixer. Volte com os cogumelos reservados, acrescente o creme de leite, acerte o tempero com o sal e a pimenta (se o seu caldo já for salgado talvez não seja necessário) e deixe ferver mais um pouco, para reaquecer. Sirva com um punhado de salsinha e cebolinha, acompanhado de torradinhas.